E o combate contra o racismo viralizou.

Protestos contra racismo e violência policial
Spread the love

Uma coisa que não podemos negar é que as tecnologias tem proporcionado grandes impactos á sociedade em geral. Virais polêmicos, mentiras (fake news), revoluções e, combate aos piores cancros sociais como: racismo, misoginia, crimes ecológicos, crimes comuns etc.

Tecnologia e mudanças

Isso se dá pela alta capacidade de registro de informações, transmissão de dados, comunicação em massa (viral ou não) e, principalmente na facilidade de produção da informação.

A Primavera Árabe foi um fenômeno revolucionário impulsionado pelas redes sociais, ou seja, impulsionada pelas facilidades tecnológicas.

No caso do Geoge Floyd foi a mesma coisa, em minutos uma pessoa gravou o crime do policial branco, registrou o requinte de crueldade motivado pelo racismo e, pelo racismo estrutural. É o racismo estrutural que dá algum grau de impunidade aos racistas, dá um “suposto ar de legitimidade” para algumas ações policiais, sanitárias e econômicas.

Mesmo advertidos, alertados para a crueldade, os policiais ignoraram o bom senso, mantiveram o procedimento perverso e cruel. Vejam o vídeo com legenda.

Cenas fortes, não assista se não tiver estômago para ver crueldades

Reações contra o racismo

A viralização do vídeo do assassinato de George Floyd, da hashtag #vidasnegrasimportam ganharam o mundo, promovendo ondas de manifestações e protestos, mesmo com a pandemia do Covid-19 trazendo grandes riscos, grupos sociais diversos, nas quais o racismo estrutural é uma realidade, se manifestaram.

Óbvio que houve grandes manifestações, manifestações em defesa do racismo, da negação do racismo e, até “logos solitários” que promoveram suas formas de indignação, promovendo reflexões para o combate ao racismo.

O que viraliza nem sempre é ruim. Viralizar é um fenômeno!

Considerando que diante diante das tecnologias a cada dia mais acessíveis, viralizar informações, fatos ou mentiras já se enquadram como “fenômenos inevitáveis”. O que importa então é o que fazemos com essas informações distribuídas em massa.

No lamentável caso do George Floyd, a viralização provocou o que há de melhor na humanidade, que foi a capacidade de se indignar, de ter empatia para com a vítima de uma crueldade e, lutar por igualdade de tratamento, por respeito e atenção às Leis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *